Reflexão

Feliz dia das Mães ❤

Que todos os dias, saibamos valorizar esse doce ser, que Papai nos deu para chamarmos de MÃE! ❤❤❤

Feliz dia das Mães ❤

Anúncios
Reflexão

A vela e o fósforo

Dizem que certo dia, um palito de  fósforo disse à vela:

– “Vela, tenho a missão de acender-te.”

– “Oh, não” – respondeu, assustada, a vela. – “Se me acenderes, meus dias estarão contados. Jamais ninguém poderá ver a beleza da minha forma e da minha cor…Que será de mim?”

O fósforo, então, confuso com a resposta, perguntou à apavorada vela:

– “É isso o que desejas? Queres permanecer o resto de tua vida fria, dura e sem ser acesa?”

– “Mas ser acesa? Arder? Isso dói e consome minha força,” – murmurou a vela, lamentando-se, cheia de medo.

– “Tens razão,” respondeu o fósforo. – “Mas esse é o mistério de tua vida e de tua nobre missão. Tu e eu fomos criados para ser luz. O que posso fazer, como fósforo, é muito pouco. Mas, ao passar meu fogo para ti, cumpro o sentido de minha vida. Fizeram-me exatamente para isso: acender o fogo. Tu, por sua vez, és vela. Tua missão é irradiar luz. Enquanto te consomes, tua dor e tua energia se transformarão em luz e calor, e, por isso, necessitamos de ti e não iremos, jamais, esquecer-te. Outras velas levarão adiante a luz, mas se tu recusares, morrerás e serás esquecida.”

A vela, nesse instante da conversa, abriu os olhos amplamente e, apontando firmemente para o seu pavio, disse ao fósforo, ainda que tremendo:

– “Por favor, acende-me.”

vela-ardente-com-fósforo-797286

“Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.” (Mateus 5:14-16)

Autor: Desconhecido

E aí? Será que estamos cumprindo nossa missão?

Abraços,

Ana Rocha

Comportamento · Reflexão

Quando passo pela rua, vejo muitas pessoas indo e vindo…

Pessoas com vários estilos, personalidades e modo de vida diferente. Começo a observa – las e lembro-me de Deus, e imagino Ele criando a humanidade; Nossa! É incrível saber que Deus criou cada um de nós, cada personalidade, cada pessoinha totalmente diferente umas das outras; Como pode existir pessoas que não acredita nEle? Logo, sorrio baixinho, e digo a mim mesma: Como eles são tolos!

Pela manhã, Deus nos dá um sol lindo enfeitando o nosso dia, os raios que batem em nossa face, depois de um inverno frio e úmido, faz nossa pele se aquecer, dando aquela sensação de um cobertor quentinho… E tão lindo como as flores nascem nos campos através dos matos e plantas, como o ventos as balançam, e o perfume… Ah o perfume! Exala em minhas narinas com o cheiro suave da natureza.

88_Crianças

Quando paramos para observar essas pequenas coisas,nos tornamos diferentes e especiais, pois aprendemos a agradecer e valorizar as pequenas coisas, que para muitos não são importantes; Nos tornamos diferentes, a partir do momento, em que aprendemos a ver a Deus como o Senhor das nossas vidas, quando vemos que sem Ele nada somos, que sem Ele não faz sentido viver nessa terra…

Nos tornarmos diferentes, quando aprendemos que um relacionamento que não deu certo, não é o fim para nossa vida, e a dor e a saudade que teima em aparecer, são sentimentos que podem ser confortados por Deus, porque aprendemos a confiar e a descansar no colo de Jesus! Nos tornamos diferentes, quando deixamos de ser escravo do mundo para sermos princesas e príncipes celestiais, e temos a certeza de que nada nesse mundo pode nos afastar do amor de Deus.

woman-570883_1280-e1420478810360

Não podemos achar que roupas, sapatos, status ou outras coisas, vão fazer de nós, pessoas diferentes ou especiais; Porque na verdade, essas coisas só nos torna mais um na sociedade e no meio dos mais estilosos ou bem vistos! Pois para sermos diferentes, devemos ir na contramão do mundo, onde, buscamos preservar os valores e princípios de Deus no qual já não é mas reconhecido nas igrejas e famílias cristãs.

Ser diferente é ser íntimo de Deus, se tornando príncipes e princesas do Senhor.

Autora: Rode Correia

Imagens: Google

Reflexão

A unha encravada

Graça e paz amados,

Outro dia, a diretora da escola onde estudei a vida inteira rs , postou algo que falou muito ao meu coração… Creio que falará ao seu também!

Medite e deixe Papai falar contigo!

“Hoje tive uma experiência com Deus!!! Leia por favor:
Alguém tem unha encravada ou peles embaixo da unha??? Eu tenho. E se você também tem vai entender o que eu vou explicar. Hoje fui fazer a unha do pé e quanto mais tempo DEMORAMOS para fazer a unha do pé mais vai doer na hora de fazer, chega até sangrar, ao ponto que choramos de tanta dor pra que seja retirada, dói muito, muito, muito. Mas depois que sai fica só dolorido e um alivio, em seguida sempre recebemos uma massagem nos pés que nos trás calma, paz que faz com que esquecemos da dor que passamos. O dolorido ta lá mas não incomoda mais.
E o que isso tem haver com Deus??? Veja a comparação.
Quando temos um problema e vamos deixando pra lá, DEMORANDO pra resolver, a cada dia vai doendo mais. E quando procuramos Deus, nos derramamos na presença Dele, ELE vem ao nosso encontro. Só que muitas vezes para Jesus tratar do problema Ele precisa arrancar alguma coisa, o que nos leva a chorar pois, dói e dói muito. Só que depois Jesus nos acolhe em seus braços nos dando paz nos acalmando. E depois podemos sentir algo dolorido mas não incomoda mais porque Jesus esta cuidando de nós.
Pense nisso não demore a procurar JESUS, pois só ELE tem o poder de aliviar e curar a sua dor.”

Deixe Deus, tratar a ferida da sua alma! Vai doer, vai sangrar, mas te garanto que vai sarar!

E toda vez que você olhar para cicatriz, com certeza, se lembrará como ou quem a fez…só que acima de tudo, se lembrará de quem a curou e não sentirá mais dor!

Fique na paz do Nosso Senhor Jesus!

Autora: Maria do Carmo

Comportamento · Reflexão

Conselho da vovó para uma jovem traída

Uma jovem descobriu que o marido a havia traído e arrasada foi conversar com sua avó. Ela não sabia o que ia fazer e queria desistir. Ela estava cansada de lutar e brigar. Parecia que assim que um problema estava resolvido, um outro surgia.

Sua avó após ouvir a história a levou para a cozinha. Encheu três panelas com água e colocou cada uma delas no fogão.

1- Na primeira panela de água ela colocou cenouras;
2- Na segunda panela de água colocou ovos;
3- Na última panela colocou café;

Sem dizer uma palavra ela aguardou as 3 panelas de água ferverem. Então a vozinha desligou o fogão, colocou as cenouras em uma tigela e os ovos em outra. Então pegou o café e derramou o líquido em uma terceira tigela.

Virando-se para a neta, ela disse: “Diga-me o que você vê.”

“Cenouras, ovos e café,” ela respondeu.

Sua avó trouxe as tigelas para mais perto e pediu que a neta experimentasse as cenouras. Ela obedeceu e notou que as cenouras estavam macias. A avó então pediu que ela pegasse um ovo e o quebrasse. Depois de retirar a casca, ela observou o ovo cozido.

Finalmente, pediu que a neta saboreasse o café. A neta sorriu ao provar seu aroma delicioso, e perguntou: “O que significa isso, vovó?”

Sua avó explicou que cada um deles havia enfrentado a mesma adversidade: água fervente. E cada um reagiu de forma diferente.

A cenoura era forte, firme e inflexível. No entanto, após ter sido submetida à água fervente, amoleceu e se tornou frágil. Os ovos eram frágeis – sua casca fina protegia o líquido no interior, mas depois de colocados na água fervendo, seu interior se tornou mais rijo. No entanto, o pó de café foi o único que, depois de colocado na água, mudou a água.

“Qual deles é você?”, perguntou a avó. “Quando a adversidade bate à sua porta, como você responde? Você é uma cenoura, um ovo ou o café?”

Pense nisso: Quem sou eu? Sou como a cenoura que parece forte, mas murcho com a dor e a adversidade? Fico frágil e perco a força?

Será que sou o ovo, que começa com um interior maleável, mas muda com o calor? Será que eu tenho um espírito maleável, mas depois de uma morte, uma separação, uma dificuldade financeira ou algum outro julgamento, eu me torno mais difícil e dura? Será que minha casca parece a mesma por fora, mas no interior estou mais amarga, com o espírito e coração endurecidos?

Ou eu sou como o pó de café, que muda a água quente – a própria circunstância que traz a dor? Quando a água fica quente, ele libera a fragrância e o sabor. Se você é como o café, quando as coisas estão no seu pior, você melhora e muda a situação em torno de você. Quando o momento é de escuridão e os obstáculos são mais difíceis, você se eleva a um outro nível?

Como você lida com a adversidade? Você é uma cenoura, um ovo ou o café?

Espero que você tenha felicidade suficiente para lhe trazer a doçura, obstáculos o suficiente para lhe trazer a força, tristeza o suficiente para mantê-lo humano, e esperança suficiente para fazer você feliz.

As pessoas mais felizes não têm necessariamente o melhor de tudo – elas simplesmente aproveitam ao máximo tudo o que vem em seu caminho. Que todos nós possamos ser como o café!

Deus te abençoe, e não deixe de compartilhar com outras pessoas essa lição de vida.

Por: Pr. Cláudio Duarte